quinta-feira, julho 20, 2006

Amigos

“É de fato uma infelicidade estender aos homens uma mão vazia e não receber nada; mas é desesperador estender uma mão cheia e não encontrar ninguém para receber.”
(Khalil Gibran)


No ano em que vi um de meus melhores amigos atravessar a fronteira da matéria, comemorar o dia do amigo tornou-se ainda mais especial. Não deixemos, pois, de homenagear aqueles que fazem nossa vida mais bela e feliz.


Esperança e lembrança.
Mais que letras repetidas
Se sucedem numa dança,
Se a primeira já não fica
A segunda te alcança,
Se a lembrança fragiliza
É que chega a esperança.
A verdadeira amizade transcende espaço-tempo.
É certeza de saber, que mesmo longe, está-se perto.
É como rio a descobrir
As incertezas do deserto.
É permitir-se a perceber
Na dura crítica o rumo certo.
É não ter o que comer
Pra ofertar de peito aberto.
É enfrentar e não temer
Porque o amigo está por perto
E se cair não se bater
Porque o amor está desperto.

2 comentários:

Anônimo disse...

Dr. Denis ao ler seu texto lembrei de quando perdi uma amiga, de como foi difícil encarar o fato de que não voltaria a vê-la, pelo menos neste plano, mas conservo ainda a esperança de pode reencontra-lá.
CAMILA- AGU

Camila disse...

Dr. Denis ao ler teu texto lembrei de quando perdi uma amigona, e de como foi difícil encarar o fato de que voltaria a vê-la pelo menos nesse plano. Mas conservo ainda a esperança de reencontra-la algum de dia.
Camila AGU